Ultrapassando a adversidade nos bairros de lata em Addis Abeba

"Todas as mudanças que eu vi nas crianças, nos jovens e nos velhos…e ver crianças que antes estavam na rua com hábitos de droga e que agora transportam livros e vão à escola. Que satisfação é fazer parte de tudo isto!"

Tezera Kifle, com 24 anos, é coordenador do programa educativo e de tempos livres para crianças e jovens dos bairros de lata de Addis Abeba. O "Integrated Holistic Approach-Urban Development Project (IHA-UDP)" está baseado em Addis Abeba, Etiópia. O Projecto funciona em quatro dos oito mais pobres "kebeles" (sub-distritos) da cidade.

Quando o IHA-UDP começou a funcionar, em três distritos, Tezera descreveu-se a si próprio como sendo "um jovem difícil que bebia, fumava, mascava erva, tomava drogas e abusava de toda a espécie de substâncias". Era um órfão que vivia com os seus dois irmãos. Diz que raramente os via porque saía de casa de manhã e só voltava tarde, à noite: "Eu não tinha utilidade nem para mim nem para os outros". A comunidade identificou Tezera como um dos jovens que poderia beneficiar do projecto "programa de reabilitação/prevenção de jovens".

Agora, Tezera acredita que mudou radicalmente como resultado do seu envolvimento no projecto. Diz que as suas atitudes, assim como as de muitos outros, mudou. A persistência nesta estratégia que visa "ensinar, consciencializar e mudar atitudes" tornou esta mudança possível.

Agora, o trabalho de Tezera consiste em ir pelas ruas procurar crianças e reconciliá-las com as suas famílias. Uma grande percentagem das crianças de rua de Addis Abeba vivem nesta zona da cidade. O projecto tem por objectivo criar um ambiente familiar e comunitário adequados, de modo a que as crianças possam voltar para casa.

Tezera trabalha também como professor de música, a título voluntário, num Jardim de Infância construído pelo projecto. Uma das estratégias preventivas do projecto é tentar que as crianças mais pobres vão à escola. Uma das razões que leva a que as crianças vivam na rua é o facto dos pais serem tão pobres que não conseguem suportar os custos da educação, considerada um luxo. Outro aspecto do trabalho preventivo do projecto consiste em criar estruturas recreativas para os jovens. Como resposta a uma das necessidades da comunidade, foi construído um centro desportivo e recreativo.

Tezera é, também, membro do seu grupo de moradores, que consiste numa organização de base comunitária que garante uma representação de base em todos os níveis do planeamento e implementação do projecto. Embora trabalhe muito, ele sente que isto é compensado pela satisfação de verificar modificações em todas das pessoas. Está convencido, na sua situação de jovem trabalhador, que a prisão não ajuda a mudar as atitudes das pessoas. O grande impacto vem, sim, do aconselhamento, da educação e da formação em áreas específicas, durante um longo período de tempo.

Um dia, Tezera gostaria de utilizar um dos seus múltiplos talentos e escrever um livro sobre as mudanças que se verificaram na comunidade. No futuro, espera trabalhar na diminuição da pobreza e dirigir uma organização humanitária.

Tezera Kifle pode ser contactado em: CBISDO, P.O.Box 6889, Addis Abeba, Ethiopia. Tel: 251 1 15 63 75

Reference:
Link: http://www.eenet.org.uk/resources/eenet_newsletter/news3_port/page5b.php
Published in: Enabling Education 3_